A Patine aposta em artigos clássicos, onde predominam as antiguidades, os sofás, a confecção de cortinados, tecidos, papel de parede, as tintas e os tapetes, apoiada pela oficina de restauro e pelo atelier de costura. A Patine inicia a sua actividade como Antiquário em Novembro de 1981, apoiada por uma oficina de restauro, que ainda hoje existe. Com aquisição de uma nova loja na Rua General Humberto Delgado, foi possível alargar as instalações e dotá-la para a decoração de interiores. Passa assim a comercializar, a par das antiguidades, tecidos das melhores marcas internacionais, sofás, iluminação e tapetes orientais. Sem nunca perder de vista as antiguidades, Dinorah Teles abre mais um espaço, a Novíssima, que veio comtemplar a actividade e o público alvo. É também através do atelier de costura e da oficina de restauro, que dão apoio às obras realizadas, que é possível uma tão vasta oferta personalizada.